21 de janeiro 2020
Article-reading-time 5 min

Piscataway: Louis Vuitton e a dinâmica americana

No dia 13 de novembro de 2019, a Louis Vuitton inaugurou o seu novo centro de serviços logísticos de Piscataway, no Estado da Nova Jérsia, nos Estados Unidos. “Uma visão do futuro, segundo Hervé, Vice-Presidente, Diretor dos Sistemas de Informação da Louis Vuitton Americas, abordando a construção de um lugar inédito capaz de responder à dinâmica das vendas da América do Norte”. 

Um enorme desafio na história da Maison. “Imagine que você se mudaria em um tempo record de um flat para uma casa grande, explica Bénédicte, Diretora Logística e de Distribuição da Louis Vuitton Americas, com a ideia de que cada caixa deveria encontrar o seu lugar específico, a estante correta, a gaveta correta, para ser reutilizada algumas horas mais tarde! Foi isso que as equipes conseguiram fazer, e tudo sem qualquer impacto nas vendas em boutique nem nas vendas em linha”. 

Managers cutting the red line to open the building
Machines inside the building

Uma vez que o almoxarifado de Cranbury se tornou muito pequeno, Piscataway é um lugar totalmente novo, a 1h15 de trem de Nova Iorque. Assegurando a estocagem, a distribuição da marroquinaria, dos sapatos, do pronto-a-vestir, dos perfumes e das últimas inovações da Maison, Piscataway acomoda também um centro de reparação dedicado. 

Tudo decorreu de modo natural, testemunha Christopher, Responsável de Usina e de Segurança, tendo como base de funcionamento a comunicação”. “Uma organização ao milímetro, onde todos os detalhes foram planejados e antecipados para tudo estar pronto no Dia D”, explica Phil, Gerente de Logística. E, por consequência, a transição entre Cranbury e Piscataway foi pensada pelas equipes durante um Hackathon organizado em fevereiro do ano passado. Um desempenho técnico realizado graças à excelente sinergia de todas as profissões envolvidas – Direção dos Sistemas de Informação, Logística e Supply Chain, Boutiques, Ateliê de reparação… 

Management team inside the building
French team visiting the building
Team inside the building

Resultado: uma cooperação em cada instante, “e espíritos animados por um verdadeiro sentido de missão”, acrescenta Charles, Gerente de Operações Digitais, “juntos, nós nos mantemos focalizados no mesmo objetivo, motivados pela mesma paixão”. 

Piscataway encarna o modelo dos futuros centros de serviços Logísticos e de Supply Chain da Louis Vuitton no mundo inteiro. Um espaço inundado pela luz do dia, onde os desafios ambientais e o conforto foram adotados como prioridades. Quanto à inovação, ela é concretizada pela introdução dos Co-botix, ferramentas visando otimizar as deslocações dos colaboradores. “Uma visão que facilita a vida cotidiana de todos os talentos, conclui Bénédicte, reforçando o orgulho em pertencer à Maison Louis Vuitton”. 

Picture of the building